Artigo

Copom e rumos da taxa Selic: esperança de redução do processo inflacionário

O novo desenho econômico demonstra a possibilidade de redução da taxa de juros, a partir das próximas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), haja vista um aceno de redução do crescimento do processo inflacionário. Essa é uma medida esperada pelo mercado, uma vez que, começando o processo de redução da taxa de juros, a expectativa é que os spreads também comecem a reduzir paulatinamente, permitindo a retomada da atividade econômica.

O Copom realiza nos dias 02 e 03 de maio a reunião para discutir os rumos da taxa Selic – referência para os demais juros – e a situação econômica do Brasil, ou seja, os membros do Comitê decidem se a taxa básica de juros deve aumentar, diminuir ou ficar estável. São considerados diferentes aspectos da economia para definir a taxa: a inflação, as contas públicas, a atividade econômica e o cenário externo. Cabe salientar aqui que a taxa Selic é o principal instrumento do Banco Central para controlar a inflação. Fazemos referência a essa reunião, porque as decisões tomadas nela influenciam a política monetária do país. Isso causa impacto direto no valor de mercadorias e serviços, no poder de compra da sociedade e no valor da moeda nacional.

Ainda há um cenário de incerteza, em relação ao crescente número de Recuperações Judiciais (RJ), que continuam assolando o crédito, em especial o crédito gerado pelo setor do Fomento. Uma avaliação, ainda que perfunctória, dá conta de que o sistema financeiro, os próprios bancos têm participado dos processos de RJ com valores isoladamente significativos. Contudo, se avaliarmos o contexto das empresas de Fomento Comercial, considerando FIDCs, Securitizadoras, Factorings, em números e quantidade de empresas, parece ser superior àquele representado pelo setor bancário. Isso sinaliza a importância do setor Fomento e a representatividade que ele possui no financiamento da atividade produtiva da indústria, do comércio e do varejo.

Cabe destacar que vamos implementar, a partir deste mês de maio, uma agenda de assuntos focados na questão de serviços e na questão de mercado, propiciando ao empresário do Fomento Comercial a constatação das realidades na linha de inovação, aplicada ao setor.

Fica aqui o nosso desejo de que todos tenham um mês de bons resultados, tendo em conta o acerto na equação do crédito e mais resultados na revalidação das nossas políticas.

monitor-de-jrost

Notícia

Monitor de juros mensal – Fecomércio RS

Fecomércio RS

31/05/2024

Foto: Lucas Saporiti Fotografia

Artigo

Setor de fomento se mobiliza para ajudar os atingidos pelas cheias no Rio Grande do Sul.

Marcio Vincenti Aguilar

31/05/2024

imagem artigo juridico

Artigo

O dia depois de amanhã! Quem resgatará a economia do Rio Grande do Sul?

Alexandre Fuchs das Neves

29/05/2024

newsmarço2023 (1)

Artigo

Impacto da enchente na economia gaúcha

Carlos Gilbert Rousselet Conte

28/05/2024

alexandre

Artigo

Recuperação judicial:  sinais que a empresa manifesta que vai entrar com o remédio jurídico

Alexandre Fuchs das Neves

22/04/2024

newsmarço2023 (1)

Revisão da meta fiscal e os desdobramentos na economia

Carlos Conte Filho

22/04/2024

newsmarço2023 (3)

Artigo

Recuperação judicial e a execução contra os responsáveis solidários. Participe da Assembleia Geral e se oponha ao plano e a liberação de garantias.

Alexandre Fuchs das Neves

28/03/2024

newsmarço2023 (1)

Artigo

Produção da Indústria em 2024

Carlos Gilbert Conte Filho

28/03/2024

alexandre

Artigo

Watchdog: quem é ele na recuperação judicial de empresas.

Alexandre Fuchs das Neves

29/02/2024

newsmarço2023 (1)

Artigo

O embate entre Brasil e Israel: o que pode acabar respingando na economia?

Carlos Conte Filho

29/02/2024